terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Fechado clínica em Nogales após a morte do paciente com a lipoaspiração

De acordo com o Relatório Internacional sobre Procedimentos Cosmetic and Cosmetic act (ISACP), desenvolvido por médicos especialistas ligados à Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estétic, o México é o quarto poder mundial para registrar o maior número de cirurgias deste tipo, atrás apenas dos Estados unidos, Brasil e Coreia do Sul (, 2017). Uma série de procedimentos que não têm lugar, no caminho certo pode levar a danos na qualidade de vida do paciente, e até mesmo a morte.
Com isso em mente, durante a semana vi a suspensão da clínica do Hospital do Sol, no município de Nogales, Sonora, como resultado da morte de um paciente na américa, que foi socorrida por um médico que ele não poderia provar a documentação necessária para realizar este tipo de procedimentos.
Verificamos as condições do estabelecimento, em termos de estado físico, mas especialmente os documentos relativos à licença, o que sim está em vigor, mas também para todo o pessoal que presta serviços de saúde, especificamente de médicos e enfermeiros e todos aqueles auxiliar [...] o médico responsável que realizou a lipoaspiração, onde morreu um jovem norte-americano residente em Phoenix, Arizona, não é creditado a documentação para realizar procedimentos estéticos, revelou o proprietário da Regulação de Saúde em Nogales.
Espera-se que o Ministério público do Estado de Sonora, para revelar o status da situação nas próximas semanas para esclarecer a cena por trás a morte clínica do paciente, o que, no caso de uma estabelecido erro médico1 e a falta de credenciais para realizar este tipo de cirurgia, será parte de um processo por negligência médica para as autoridades competentes.
1 Nos Estados unidos, erros médicos, representam a terceira principal causa de morte de acordo com a universidade Johns Hopkins Hospital (, 2017).

Sem comentários:

Enviar um comentário